ANDITYAS   SOARES  DE  MOURA

(Barbacena, Estado de Minas Gerais, 1979)

 

      

   

Poeta, tradutor, ensaísta e professor universitário na Faculdade de Direito da Universidade Federal de Minas Gerais (Brasil). Mestre em Filosofia do Direito e Doutor em Direito e Justiça pela UFMG. Diretor da Revista Brasileira de Estudos Políticos.

Publicou os poemários Ofuscações (edição do autor, 1997), Lentus in umbra (edição do autor, 2001; edição espanhola [trad. Francisco Álvarez Velasco], Trea, 2002), OS enCANTOS (in vento, 2003), FOMEFORTE (in vento, 2005), Algo indecifravelmente veloz (antologia poética portuguesa, Edium, 2007) e Auroras Consurgem (7Letras, 2010), além do livro de contos Oroboro (Temas Originais, 2010), lançado em Portugal, e do conjunto de ensaios filosóficos intitulado O grande sistema do mundo: do pensamento grego originário à mecânica quântica (Crisálida, 2011).

 O seu ensaio A letra e o ar: palavra-liberdade na poesia de Xosé Lois García foi editado em Portugal (Universitária, 2004) e na Galiza (Trad. Amelia Piñeiro Santorum, Toxosoutos, 2009). Organizou o volume Lírica de Camões: uma seleção (Crisálida, 2004) e traduziu A rosa dos claustros (Crisálida, 2004) de Rosalía de Castro, Isso (Universidade de Brasília, 2004), Com/posições (Crisálida, 2007) e dibaxu/debaixo (Edium, 2007; Secretaria de Cultura do Estado do Ceará/Universidade Federal do Ceará, 2009), todos de Juan Gelman, além da plaquete À boa teta e outros quatro licenciosos poemas da França renascentista (Crisálida, 2005).

      http://fomeforte.blogspot.com/

 

Leer Lentus in Umbra

Leer  Nove haikais: Tempo de chuva

Leer OS enCANTOS  

Andityas Soares de Moura agradece cualquier comentario acerca de sus poemas:

andityas@bol.com.br

vergiliopublius@hotmail.com

 

Para comprar libros

Lentus in umbra